Não quero mas vou..

..vivemos uma distopia quando poderiamos viver uma utopia e o apocalipse não vai chegar.. ..o alocAPIpse já chegou e é esta distopia que nos forçamos viver.. ..como naquelas alturas.. ..aquelas quando não queremos ir, mas acabamos por nos dar de conta que já lá estamos! Chamemos-lhe contradições possíveis, mas é claro que nada passa de ilusão.. Puft..


ਵਾਹਿਗੁਰੂ ਜੀ ਕਾ ਖਾਲਸਾ

ਵਾਹਿਗੁਰੂ ਜੀ ਕੀ ਫਤਿਹ


The Ultimate (Western) History Lesson..*


*check the videos description on YouTube for links to more information..
You should check → this ← after ↑ this ↑..


 ↓↓ Pftzip* ↓ Posts* ↓↓ 

28 May 2011

Transgénicos, Aspártamo, Monsanto, Nutrasweet, Bilderberg e Outros.. A Nova Ordem Mundial em pleno

A Monsanto Chemical Works surgiu em 29 de novembro de 1901, em Chicago, Illinois.
Não mostrando com seus trabalhos iniciais a corporação que viria a formar cerca de um século depois.
A Monsanto foi quem deu origem a sementes estéreis e um veneno chamado aspártamo isto para alem dos pesticidas que também produz..

O uso dos organismos geneticamente modificados já se tornou comum nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, China e Argentina.
Sendo que nesses países mais de 50% da produção agrícola já está comprometida.
Monsanto, a quarta maior companhia do mundo no sector químico é culpada por isso e pela inserção de aspártamo em todas as bebidas e alimentos designados "light" e também em alguns produtos magros.

Bem, vamos então conhecer esta multinacional um pouco mais e falar também um pouco mais dos transgénicos, passando pela sacarina, também produzida pela Monsanto, Aspártamo e algo mais..

A Monsanto associou-se em 1999 com a Pharmacia-Upjohn, trabalhando também em parceria com a Ciba-Geiger, Hoechst e Novartis, constituindo um grande império de indústrias químicas, farmacêuticas, agro-tóxicos e transgénicos.
Conseguindo o seu objectivo da criação de um monopólio global, em parte já implementado na área dos transgénicos.
Tendo desenvolvido por ex.: a semente Terminator, cujo ADN foi alterado para que não haja possibilidade de reprodução nas espécies cultivadas, assim, as novas sementes de vegetais originárias de plantações com sementes Terminator são estéreis, o que obriga o produtor a renovar a compra a cada nova colheita.
Resulta dessa forma no aumento da produtividade a curto prazo, obrigando os produtores a ficarem totalmente dependentes da Monsanto a médio/longo prazo.

Continuando..

80% das pesquisas mundiais na área farmacológica e alimentícia são financiadas pela Monsanto.

A Europa está a tentar reverter os campos já cultivados com espécies geneticamente modificadas, contudo, na França cerca de 41% das plantações já estão contaminados com pólen dos transgénicos. Isso significa que o homem está perdendo o controle sobre a difusão dos vegetais geneticamente modificados, mesmo plantações aparentemente puras já têm a presença de plantas alteradas. Os argumentos a favor dos transgénicos seriam a maior resistência aos insectos, aos herbicidas e a vírus, mas não existe nenhum tipo de aumento na qualidade nutricional.
Denote-se que a transgénica sempre se deu de maneira espontânea na natureza. Contudo, era uma ocorrência rara.

A sacarina já era produzida pela Monsanto em 1920.
Essa bactéria tem uma estrutura chamada plasmídio que interage com outros ADNs.
Quando se ingere a soja alterada, esse plasmídio continua activo, podendo interagir com a flora microbiota (bactérias, fungos, vírus, etc..) do organismo humano ou animal que a consuma.
O problema é que de momento não existem nos meios de pesquisa académica nenhuma certeza sobre o que ocorrerá a longo prazo com os organismos submetidos à ação dos plasmídeos.

A prática é absolutamente irresponsável e tem como fundamento apenas aumentar o lucro da Monsanto enquanto reduzem os custos de produção.
Para alem de que o argumento dos transgénicos ajudarem a eliminar a fome no mundo ser completamente falacioso, ainda para mais porque não existe nenhum problema de insuficiência na produção de alimentos, mas sim uma má distribuição, o que se explica parcialmente pelas desigualdades de rendimentos, pelo desperdício no transporte, disposição e não aproveitamento de nutrientes no decorrer de hábitos alimentares incorrectos.
Um bom exemplo é o desperdício das folhas da beterraba, as mesmas normalmente vão para o lixo quando poderiam proporcionar uma salada altamente nutritiva.

Falemos do Aspártamo agora.

Aspártamo ou Aspartame é o adoçante supostamente dietético produzido pela NutraSweet, uma das empresas do grupo Monsanto.
Especialistas de toxicologia e adeptos da área ortomolecular defendem que o aspártamo, quando aquecido a temperaturas superiores a 30 graus sofre uma reação química que liberta no organismo o formaldeido, que é um neuro-tóxico e simula sintomas da doença de Alzheimer e da esclerose múltipla.
Entre tais sintomas estão a perda de memória, a fibromialgia (dor muscular por movimentos), enxaqueca e perda progressiva da mobilidade muscular.
Além disso, o aspártamo não é dietético por uma simples razão: o uso deste adoçante provoca o aumento do desejo por carboidratos(hidratos de carbono) levando o indivíduo a comer em excesso enquanto os seus neurónios morrem. Porquê?

O aspártamo é a combinação do ácido aspártico e da fenilalanina, dois aminoácidos que por já estarem naturalmente presentes no cérebro em baixas quantidades, não são retidos pela barreira hematoencefálica, cuja função é proteger o cérebro da passagem de substâncias neuro-tóxicas e micro-organismos, assim, o aspártamo tem "pass vip" no cérebro, transformando-se numa excitotoxina, ou seja, uma toxina excitante de efeitos letais.
Os resultados podem ser a diminuição do limiar de convulsão, aumento de ansiedade, insónia, agitação psicomotora e uma serie de outros efeitos não menos perigosos.
Cientistas americanos independentes denunciam há algum tempo os riscos cada vez maiores do uso deste adoçante artificial, mas a propaganda da indústria tem infelizmente sido mais eficaz, até mesmo em função de generosas parcerias tais como o financiamento por parte da Monsanto à Associação Americana de Diabetes e à Associação Americana de Dietética, além de congressos e conferências do Colégio Americano de Medicina.

Segundo um estudo realizado pela dra. Shirley M. Koehler, da Universidade da Florida, o aspártamo aumentou a frequência de enxaquecas em mais da metade de um grupo de pessoas. Facto, o número total de enxaquecas foi mais do dobro (de uma média de 1,55 para 3,55) após a ingestão de quatro doses diárias de 300 miligramas de aspártamo durante quatro semanas, comparado à ingestão de um placebo.
Em alguns casos a duração das dores de cabeça aumentou e alguns sujeitos experimentaram um aumento de outros sintomas durante as dores de cabeça provocadas pelo aspártamo como, por exemplo, tonturas, tremores e diminuição da visão.
Não se conhece o mecanismo pelo qual o aspártamo provoca dor de cabeça, mas tal como em outras causas alimentares, ele aparentemente estimula o surgimento de dor de cabeça nos indivíduos que apresentam vulnerabilidade inata para as mesmas.

Como eu não me consigo contentar com pouco e me pareceu que tudo isto também faz parte de um enorme plano para controlo da população em massa.
Lembrei-me de verificar na lista de participantes do grupo Bilderberg se haveria alguém relacionado com a corporação Monsanto, não é que me surpreenda mas de facto que existe uma ligação


BILDERBERG MEETINGS
Hotel Caesar Park Penha Longa
Sintra, Portugal
June 3-6, 1999

LIST OF PARTICIPANTS

Honorary Chairman
B Davignon, Etienne Chairman, Societe Generale de Belgique

Honorary Secretary General
NL Halberstadt, Victor Professor of Economics, Leiden University

Participants
I Agnelli, Umberto Chairman, IFIL – Fianziaria di Partecipazioni S.p.A.
E Aguirre y Gil de Biedma, Esperanza President of the Spanish Senate
USA Allaire, Paul A. Chairman, Xerox Corporation
P Amaral, Joaquim F. do Member of Parliament
S Aslund, Anders Senior Associate, Carnegie Endowment for International Peace
P Balsemao, Francisco Pinto Professor of Communication Science, New University, Lisbon;
Chairman, IMPRESA, S.G.P.S.; Former Prime Minister
S Barnevik, Percy Chairman, Investor AB
USA Bayh, Evan Senator (Democrat, Indiana)
I Bernabe, Franco Managing Director and CEO, Telecom Italia
S Bildt, Carl Member of Parliament
CDN Black, Conrad M. Chairman, Telegraph Group Limited
USA Boyd, Charles G. Executive Director, National Security Study Group
CDN Chastelain, John A.D. de Chairman, Independent International Commission on Decommissioning.
GB Clarke, Kenneth Member of Parliament
N Clemet, Kristin Deputy Director General, Confederation of Business and Industry.
F Collomb, Bertrand Chairman and CEO, Lafarge
USA Corzine, Jon S. Retired Senior Partner, Goldman Sachs & Co.
P Cravinho, Joгo Cardona G. Minister for Infrastructure, Planning and Territorial Administration
GR David, George A. Chairman of the Board, Hellenic Bottling Company S.A.
USA Dodd, Chistopher J. Senator (Democrat, Connecticut)
USA Donilon, Thomas E. Attorney-at-Law, O’Melveny & Myers
TR Ercel, Gazi Governor, Central Bank of Turkey
TR Ergin, Sedat Ankara Bureau Chief, Hьrriyet
USA Feldstein, Martin S. President and CEO, National Bureau of Economic Research
INT Fischer, Stanley First Deputy Managing Director, International Monetary Fund
I Fresco, Paolo Chairman, Fiat S.p.A.
I Giavazzi, Francesco Professor of Economics, Bocconi University, Milan
CDN Godsoe, Peter C. Chairman and CEO, Bank of Nova Scotia
USA Graham, Donald E. Publisher, The Washington Post
NL Grave, Frank H.G. de Minister of Defence
P Grilo, Eduardo C. Marcal Minister of Education
USA Hagel, Chuck Senator (Republican, Nebraska)
S Hedelius, Tom C. Chairman, Svenska Handelsbanken
N Hegge, Per Egil Editor, Aftenposten
CDN Herrndorf, Peter A. Former Chairman and CEO, TV Ontario; Senior Visiting Fellow,
University of Toronto
USA Hoagland, Jim Associate Editor, The Washington Post
N Hцegh, Westye Chairman of the Board, Leif Hцegh & Co. SAS; Former President,
Norwegian Shipowners’ Association
USA Holbrooke, Richard C. Ambassador to the UN designate
B Huyghebaert, Jan Chairman, Almanij N.V.
INT Issing, Otmar Member of the Executive Board, European Central Bank.
USA Jordan, Jr., Vernon E. Senior Partner, Akin, Gump, Strauss, Hauer & Feld, LLP
(Attorneys-at-Law)
BG Kamov, Nikolai Member of Parliament
TR Kirac, Suna Vice-Chairman of the Board, Koз Holding A.S.
USA Kissinger, Henry A. Chairman, Kissinger Associates, Inc.
D Kopper, Hilmar Chairman of the Supervisory Board, Deutsche Bank A.G.
GR Kranidiotis, Yannos Alternate Minister for Foreign Affairs
USA Kravis, Marie-Josйe Senior Fellow, Hudson Institute, Inc.
USA Leschly, Jan CEO, Smith Kline Beecham p.l.c.
INT Liikanen, Erkki Member of the European Commission
CDN MacLaren, Roy High Commissioner for Canada in Britain
CDN MacMillan, Margaret O. Editor, International Journal
GB Mandelson, Peter Member of Parliament
USA Mathews Jessica T. President, Carnegie Endowment for International Peace
USA McDonough, William J. President, Federal Reserve Bank of New York
USA McGinn, Richard A. Chairman and CEO, Lucent Technologies
P Mello, Vasco de Vice Chairman and CEO, Grupo José de Mello
UKR Mityukov, Ihor Minister of Finance
F Moпsi, Dominique Deputy Director, IFRI
INT Monti, Mario Member of the European Commission
P Nabo, Francisco Murteira President and CEO, Portugal Telecom
D Nass, Mathias Deputy Editor, Die Zeit
NL Netherlands, Her Majesty the Queen of the
ICE Oddsson, David Prime Minister
PL Olechowski, Andrzej Chairman Central Europe Trust
FIN Ollila, Jorma Chairman of the Board and CEO, Nokia Corporation
INT Padoa-Schioppa, Tommaso Member of the Executive Board, European Central Bank
D Perger, Werner A. Political Correspondent, Die Zeit
GB Porrit, Jonathon Programme Director, Forum for the Future
I Profumo, Alessandro CEO, Credito Italiano
CH Pury, David de Chairman, de Pury Pictet Turretini & Co. Ltd.
A Randa, Gerhard CEO and Chairman, Bank Austria AG
USA Rattner, Steven Deputy Executive, Lazard Freres & Co., LLC
USA Richardson, Bill Secretary of Energy
USA Rockefeller, David Chairman, Chase Manhattan Bank International Advisory Committee
E Rodriguez Inciarte, Matias Executive Vice Chairman, BSCH
S Rojas, Mauricio Associate Professor of Economic History, Lund University;
Director of Timbro's Centre for Welfare Reform
GB Roll, Eric Senior Adviser, Warburg Dillon Read
S Rosengren, Bjцrn Minister for Industry, Employment and Communication
P Salgado, Ricardo E.S. President and CEO, Grupo Espнrito Santo
P Sampaio, Jorge President of Portugal
P Santos, Nicolau Editor-in-Chief, Expresso

NL Scheepbouwer, Ad J. Chairman and CEO, TNT Post Group
A Schenz, Richard CEO and Chairman of the Board, OMV AG
A Scholten, Rudolf Member of the Board of Executive Directors, Oesterreichische Kontrollbank AG
D Schrempp, Jurgen E. Chairman of the Board of Management, DaimlerChrysler AG.
DK Seidenfaden, Toger Editor-in-Chief, Politiken
USA Shapiro, Robert B. Chairman and CEO, Monsanto Company
RUS Shevtsova, Lilia Carnegie Moscow Center
P Silva, Artur Santos President and CEO, BPI Group
E Solbes Mira, Pedro Member of Parliament, Socialist Party
H Suranyi, Gyorgy President, National Bank of Hungary
GB Taylor, J. Martin Former Chief Executive, Barclays PLC
USA Thoman, G. Richard President and CEO, Xerox Corporation
USA Thornton, John L. President and Co-COO, Goldman Sachs Group, Inc.
RUS Trenin, Dmitri V. Deputy Director, Carnegie Moscow Center
F Trichet, Jean-Claude Governor, Banque de France
USA Tyson, Laura D’Andrea Dean, Haas School of Business, University of California at Berkeley
FIN Vanhala, Matti Chairman of the Board, Bank of Finland
FIN Vartia, Pentti Managing Director, Research Institute of the Finnish Economy (ETLA)
CH Vasella, Daniel L. Chairman and CEO, Novartis AG
GR Veremis, Thanos M. Professor of Political History, University of Athens; President of Eliamep
A Vranitzky, Franz Former Federal Chancellor
NL Waal, Lodewjk J. de Chairman, Dutch Confederation of Trade Unions (FNV)
GB Wolf, Martin Associate Editor and Economics Commentator, The Financial Times.
INT/USA Wolfensohn, James D. President, The World Bank
D Wolff von Amerongen, Otto Chairman and CEO of Otto Wolff GmbH
TR Yьcaoglu, Erkut Chairman, Tusiad
CZ Zantovsky, Michael Chairman of the Committee on Foreign Affairs, Defense and Secutiry,
Czech Senate
A Zimmermann, Norbert Chairman, Berndorf AG

Rapporteurs
GB Micklethwait, John New York Bureau Chief, The Economist
GB Wooldridge, Adrian Foreign Correspondent, The Economist

In Attendance
NL Banck, Maja Executive Secretary, Bilderberg Meetings
P Estarreja, Joao A. Local Organiser 1999 Conference
USA Farren, Michael J. Adviser, American Friends of Bilderberg, Inc.
A Kastner, Diemut Local Organiser 2000 Conference


Coincidencia o convite à participação em 1999 de Shapiro, Robert B. no encontro de Bilderbergs? E repare-se nas participações de certas figuras Portuguesas dentro das seguintes áreas, Ensino/faculdade, Bancos, Média, Parlamento, Ministério do emprego, Telecomunicações, etc..
Não só isso como o financiamento por parte de Rothchilds e o envolvimento de membros da familia numa grande parte das grandes corporações e eventos numa grande parte do mundo, fica aqui tambem a ordem de assuntos da reunião para que se tire mais uma ou duas conclusões, isto se for usado o pensamento critico, senso comum e um pouco de raciocinio logico, até porque o aspártamo foi proibido na decada de 70 e só através de um forte lobby politico, foi liberado pelo FDA (Food and Drug Administration)..

June 3-6, 1999 - Sintra, Portugal
I. Kosovo
II. The US Political Scene
III. Current Controversies: Genetics and the Life Sciences
IV. Redesigning the International Financial Architecture
V. The Social and Political Impacts on Emerging Markets of Recent Economic Events
VI. NATO’s Future
VII. The Relationship between Information Technology and Economic Policy
VIII. Current Events
IX. Russia’s Foreign Policy
X. How Durable is the Current Rosy Complexion of European Politics?

Tirem as vossas proprias conclusões..

Só posso concluir com o seguinte: sou apenas mais um sempre em busca da verdade por trás das palas que nos colocam a frente dos olhos todos os dias, através de mil e uma propagandas de endoutrinação estudadas para criar um favoritismo pela america e todas as inutilidades futeis, o consumismo desenfreado e ciclico, a indução do medo para controlo mental ainda mais abusivo e "subliminar à vista de todos", o desviar a atenção do que realmente se está a passar à frente de todos, mas ninguem quer ver por ter sido de tal forma endoutrinado, quer seja nas noticias, jornais, revistas, cinema, toda a publicidade..
Fiquem em paz e façam um favor a voces proprios, questionem-se acerca destas e todas as coisas que se passam a nossa volta, juntem os pontos, pois a partir do momento em se começa por juntar dois pontos outros dois aparecem e assim sucessivamente até já não vermos uma serie de pontos aleatorios mas sim uma serie de pontos que formam uma rede mundial que de facto detem o controlo sobre todas as pessoas que não conseguem produzir os seus proprio alimentos nem têm conhecimento dos venenos, bacterias e toxinas extremamente nocivas ao ser humano, colocadas numa grande parte da nossa alimentação, "estupidificado-nos", transformando-nos num rebanho que segue o que a elite quer cegamente e ainda agradecer o facto de sermos explorados, mal-tratados, considerados apenas numeros que não têm mais valor que o proprio dinheiro pois um bocado de papel apenas tem o valor que lhe decidirmos atribuir..

Pensem nisto tudo, nem quero que acreditem em mim, pesquisem de varias fontes diferentes até conseguirem apurar por voces proprios a verdade e vão depois ver que o que digo não é apenas uma teoria da conspiração, é de facto uma conspiração..

Paz,
CyberSpaceGod

• Agenda 21 for Dummies •

Earth emergency exits??

Pois é, onde estão as saídas de emergência da Terra? Onde??
Novamente, é favor abrir os olhos e ver o que se passa a volta!! Agradecido..

"funy dance" (só para descontrair um bocado)

The Hacker Manifesto



The following was written shortly after my arrest... (+++The Mentor+++)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

\/\The Conscience of a Hacker/\/

by

+++The Mentor+++

Written on January 8, 1986

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Another one got caught today, it's all over the papers.
"Teenager
Arrested in Computer Crime Scandal",
"Hacker Arrested after Bank Tampering"...


Damn kids. They're all alike.


But did you, in your three-piece psychology and 1950's technobrain,

ever take a look behind the eyes of the hacker? Did you ever wonder what made
him tick,what forces shaped him, what may have molded him?

I am a hacker, enter my world... Mine is a world that begins with school...
I'm smarter than most of
the other kids, this crap they teach us bores me...

Damn underachiever. They're all alike.


I'm in junior high or high school. I've listened to teachers explain
for the fifteenth
time how to reduce a fraction. I understand it. "No, Ms.
Smith, I didn't show my work.
I did it in my head..."


Damn kid. Probably copied it. They're all alike.


I made a discovery today. I found a computer. Wait a second, this is
cool.
It does what I want it to. If it makes a mistake, it's because I
screwed it up.
Not because it doesn't like me...
Or feels threatened by me...
Or thinks I'm a smart ass... Or doesn't like teaching and shouldn't be here...

Damn kid. All he does is play games. They're all alike.


And then it happened... a door opened to a world... rushing through

the phone line like heroin through an addict's veins, an electronic pulse is
sent out, a refuge from the day-to-day incompetencies is sought... a board is found.
"This is it... this is where I belong..."
I know everyone here... even if I've never met them, never talked to
them, may never hear from them again... I know you all...

Damn kid. Tying up the phone line again. They're all alike...


You bet your ass we're all alike... We've been spoon-fed baby food at
school
when we hungered for steak... the bits of meat that you did let slip
through
were pre-chewed and tasteless. We've been dominated by sadists, or
ignored
by the apathetic. The few that had something to teach found us will
ing pupils,
but those few are like drops of water in the desert.

This is our world now... the world of the electron and the switch, the
beauty of the baud. We make use of a service already existing without paying
for what could be dirt-cheap if it wasn't run by profiteering gluttons, and
you call us criminals. We explore... and you call us criminals. We seek
after knowledge... and you call us criminals. We exist without skin color,
without nationality, without religious bias... and you call us criminals.
You build atomic bombs, you wage wars, you murder, cheat, and lie to us
and try to make us believe it's for our own good, yet we're the criminals.
Yes, I am a criminal.
My crime is that of curiosity.
My crime is
that of judging people by what they say and think, not what they look like.
My crime is that of outsmarting you, something that you will never forgive me for.

I am a hacker, and this is my manifesto.
You may stop this individual,
but you can't stop us all... after all, we're all alike.

+++The Mentor+++
_______________________________________________________________________________


naoqueromasvou